A importância da meditação nas artes marciais.

A rotina de um atleta de artes marciais pode ser exaustiva. É preciso saber contornar as pressões dos treinos, concorrentes e competições. Mesmo que você não seja um lutador de alto rendimento, você ainda precisa lidar com o estresse do dia-a-dia, do trabalho e muitas vezes com problemas familiares.

A meditação pode ser um grande aliado na vida pessoal e no tatame pois sua prática influencia diretamente nesses pontos específicos:

1) Ajuda a controlar as emoções: ficar tenso ou ansioso antes de uma competição é normal mas se for exagerado pode atrapalhar a luta. A meditação ajuda o competidor a concentrar-se, focar nos ensinamentos, manter a calma e não sentir a pressão da torcida adversária. A meditação também influencia o pós-luta, seja para lidar com a vitória ou com a derrota, já que ambas trazem impactos positivos e negativos nos sentimentos.

2) Combate o estresse: relaxar o corpo e a mente permite que você consiga pensar com clareza sobre os problemas, encontrando a melhor solução e dando o peso exato para cada situação. Respirar profundamente, relaxar os músculos e esvaziar os pensamentos combate a ansiedade e traz uma sensação de calma e paz, mesmo que momentânea.

3) Aumenta o desempenho: Com a meditação você aumenta o foco em seus objetivos e com isso aumenta também sua produtividade e melhora resultados, sejam eles no tatame, no trabalho ou no dia-a-dia. Como a prática de meditação também melhora a qualidade do sono, isso influencia diretamente no relaxamento e descanso do corpo e mente.

Já meditou hoje? Escolha um lugar tranquilo, fique em uma posição confortável, respire fundo e relaxe a mente!

Deixe uma resposta